5 passos para projetar uma loja de roupas

Publicado em 27 de julho, 2022 por Cabidário.

         Todo segmento de loja merece um olhar especial ao se tratar de sua projeção. Ao se pensar em uma loja de roupas, muitos cuidados devem ser tomados para que seja transmitido exatamente aquilo que se espera. Por isso, listamos aqui alguns pontos essenciais para se ter um ponto de venda de sucesso.       

1. Público-alvo

         Diferente da maioria dos outros segmentos, as lojas de roupas possuem subcategorias que podem, ou não, ser o foco da marca. Por exemplo, caso a ideia seja vender roupas femininas, o espaço deve ser pensado para um público feminino, lojas infantis devem considerar também a posição baixa de produtos para as criança conseguirem alcançar, e o raciocínio segue para as outras classificações. Porém, existem lojas de departamentos que englobam vários públicos, e a projeção delas deve ser pensada de forma diferente. Nesses casos, um ambiente neutro e que possua uma universalidade em sua composição torna a atração de clientes mais fácil.

2. Identidade visual

       Ter uma identidade visual bem definida para sua loja é de extrema importância para a identificação da sua marca, o que será passado para o público. A arquitetura do seu espaço não deve ficar desalinhada disso, para que a sensação do cliente, ao entrar no seu espaço, capte exatamente aquilo que você deseja expressar. E isso pode começar até mesmo do lado de fora da loja, na vitrine, partindo da ideia que ela é uma das maiores responsáveis em despertar o interesse do público-alvo para entrar no seu espaço.

       A conexão do consumidor com o que ele está consumindo é imprescindível para uma venda certeira. O ponto de venda faz parte do seu produto, considerando que toda a experiência está conectada; seja no toque, no cheiro ou no que é visto.

3. Vitrine

       E por falar em vitrine, uma organização bem pensada dela é capaz de motivar em 70% as vendas da sua loja, atraindo clientes que talvez nem estivessem pensando em comprar o seu produto anteriormente. Esse primeiro contato com o produto pode aflorar sentimentos de encantamento, posse e identificação. 

       Por isso, é importante contratar os profissionais adequados para a disposição certeira dos seus produtos, garantindo a atração dos clientes. O Visual Merchandising é capaz de organizar os produtos de forma que eles sejam valorizados e demonstre todas as qualidades e funcionalidades deles.

4. Mobiliário

       A escolha do mobiliário anda lado a lado com a identidade visual da loja. A experiência do cliente depende diretamente da melhor exposição dos produtos, e nada mais responsável que isso que os próprios expositores. Ao escolher o mobiliário correto, com suas cores e formas, é garantido que o público reconheça e identifique sua loja, além da escolha de um mobiliário versátil, que ainda te dá a possibilidade de sempre atualizar a disposição dos acessórios de exposição, sem torná-la irreconhecível.

       A versatilidade também ajuda a se manter por dentro das tendências do mercado. Sabemos que o ramo da moda está em constante mudança, e por isso a exibição dela também deve estar. Assim, é possível fazer testes, aplicações e avaliações de diferentes apresentações do seu produto, observando de forma mais ampla o que se encaixa, ou não, na sua loja e em seu público.

5. Circulação

       As lojas são divididas de forma pré-definida em zonas quentes e frias – as zonas quentes ficam na parte de entrada, enquanto as frias ficam no fundo. A ideia é fazer com que o cliente transite por esses locais, fazendo a jornada completa, e, para isso, é importante distribuir os produtos de forma estratégica. 

       Por exemplo, colocando itens essenciais ou de marca líder na zona fria, enquanto os lançamentos e liquidações ficam na zona quente, convidando o cliente a entrar na sua loja. Mas claro, somente testagens e aplicações serão capazes de definir o que vai funcionar melhor no seu estabelecimento. O importante é sempre estabelecer prioridades e não colocar todos os produtos somente na zona quente.

       Além das dicas citadas acima, é sempre importante considerar a contratação de um profissional capacitado para executar o projeto da sua loja. Eles são capazes de realizar um estudo de layout com estratégias de venda que vão dizer exatamente a melhor disposição do seu mobiliário e seus produtos.